Governo associa-se ao Dia Internacional da Parteira

Ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros e

 Porta-voz oficial do Governo de Timor-Leste

Díli, 5 de maio de 2017

Governo associa-se ao Dia Internacional da Parteira

No dia 5 de maio, Dia Internacional da Parteira, o Governo destaca o papel das parteiras de Timor-Leste, pela sua notável contribuição para o bem-estar das mães, dos bebés e das famílias, e reconhece o seu papel na melhoria da saúde materna e dos recém-nascidos. Dos quadros do Ministério da Saúde, fazem parte mais de 500 parteiras, que oferecem os cuidados necessários durante a gravidez e o parto, por todo o país.

Nos últimos anos, Timor-Leste tem sido reconhecido pelos progressos registados na área da saúde materna e neonatal (dos recém-nascidos), e o trabalho das parteiras tem dado um contributo significativo para este resultado positivo. Em 2015, as Nações Unidas relataram que Timor-Leste reduziu a sua taxa de mortalidade materna em mais de 75%. No plano da sobrevivência à nascença, embora ainda inaceitavelmente elevados, os dados mais recentes mostram uma redução de 450 perdas em cada 100.000 nascidos vivos, no ano de 2007, para 215, em 2015.

Existem vários fatores que contribuem para essa melhoria. Um deles é o número cada vez maior de grávidas que procuram assistência de parteiras e profissionais de saúde locais. A proporção de parturientes que fez pelo menos uma consulta pré-natal (antes do parto) aumentou de 67,9% para 86%, ao longo dos últimos 7 anos. Os números mais recentes mostram que 53% das grávidas fazem pelo menos quatro visitas de assistência pré-natal. Outro fator é o aumento do número de nascimentos assistidos por profissionais de saúde. A proporção de nascimentos assistidos é agora de 66%, mais do que o dobro da percentagem em 2010.

O Governo está empenhado em reforçar as competências e formação das parteiras e tem vindo a trabalhar no sentido de garantir maior acesso aos seus serviços em todo o território. Nos últimos dois anos, 157 parteiras receberam formação. Desde fevereiro de 2015, o Governo construiu 57 novas clínicas de saúde e reabilitou 22 centros de saúde em todo o país. O recém-inaugurado Hospital Regional Eduardo Ximenes, no Município de Baucau, tem atualmente 22 parteiras na sua equipa.

A saúde materna e infantil é um dos focos da meta 3 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas: “Assegurar uma vida sã e promover o bem-estar para todos em todas as idades”.

O Porta-Voz, Ministro de Estado Agio Pereira, observou: “Hoje, prestamos uma justa homenagem às parteiras de Timor-Leste, que cuidam de mulheres e recém-nascidos em todo o nosso país, com perícia e dedicação. O Governo reconhece que a sua ação é vital para garantir que as mães e bebés sobrevivam e levem uma vida saudável. Saudamos todas pelos seus esforços.” FIM

   Topo