Tomada de posse do V Governo Constitucional

Qui. 09 de Agosto de 2012, 17:41h
PM_Tomada Posse V Governo_PORTAL

O Presidente da República empossou, no dia 8 de Agosto, o V Governo Constitucional, numa cerimónia realizada no Palácio Nobre, em  Lahane, Díli.

O Primeiro-Ministro do V Governo Constitucional, Kay Rala Xanana Gusmão, no seu discurso de tomada de posse, reconheceu que “a verdadeira riqueza da nossa Nação é o nosso povo e, portanto, a maximização da saúde, da educação, da cultura e da qualidade de vida geral dos timorenses, é fundamental para a construção de uma Nação justa e progressiva. O V Governo Constitucional vai apostar na melhoria da prestação de serviços nas duas áreas fundamentais, que são a saúde e a educação.”

Kay Rala Xanana Gusmão considera que o V Governo Constitucional tem a missão de garantir a continuidade do desenvolvimento do País, e afirma: “O meu Governo compromete-se a ser o motor deste progresso, com um ingente espírito de responsabilidade, dedicação, honestidade, persistência e coragem. Contamos, no entanto, com a participação e a cooperação de todos os cidadãos timorenses neste processo.” O Primeiro-Ministro fez um apelo especial aos jovens para “abraçar esta nova luta para desenvolver o país e fortalecer a paz e os valores democráticos na nossa sociedade”.

Para ler o discurso do Primeiro-Ministro, clique aqui.

Para o Presidente da República, Taur Matan Ruak, “O V Governo Constitucional tem a obrigação de transformar os nossos sonhos numa realidade, beneficiando todos os timorenses. Os meus parabéns a todos vocês! Espero que em conjunto, e com o mesmo objectivo, com esforço e vontade, possamos ultrapassar os desafios, para modernizar as nossas infra-estruturas e acelerarmos o desenvolvimento nacional.”

Estiveram presentes na tomada de posse do V Governo Constitucional, o Presidente da República, Taur Matan Ruak, o Presidente do Parlamento Nacional, Vicente Guterres, o ex-Presidente da República, José Ramos-Horta, o Representante do Secretário-Geral das Nações Unidas em Timor-Leste, Finn Rieske Nielsen, o Comissário da UNPOL, Luís Carrilho, a Procuradora-Geral da República, Ana Pessoa Pinto, o Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas, Major-General, Lere Anan Timur, o Comissário da PNTL, Longuinhos Monteiro, o Bispo da Diocese de Díli, Dom Alberto Ricardo da Silva, representantes do corpo diplomático e dos partidos políticos.

   Topo