Vice-Primeiro-Ministro inaugura Auditório “13 de março” da Escola Portuguesa de Díli

O Vice-Primeiro-Ministro, José Maria dos Reis e o Embaixador de Portugal em Díli, José Pedro Machado Vieira, inauguraram, no dia 28 de julho de 2020, o Auditório “13 de março” da Escola Portuguesa de Díli – Centro de Ensino de Língua Portuguesa Ruy Cinatti.

O nome escolhido para o auditório lembra o dia em que fortes inundações assolaram a cidade de Díli, provocando grandes estragos materiais em vários pontos da cidade, que afetaram mais de 4500 famílias e que causaram também nesta escola danos profundos, levando à interrupção das aulas.

O Governante no seu discurso afirmou que “o VIII Governo está empenhado em elaborar um plano de ordenamento para o território nacional, para que no futuro, desastres deste tipo possam ter impactos minimizados, não só em Díli, mas também em outras áreas de Timor-Leste, que têm também sido afetadas”.

José Maria dos Reis salientou “a solidariedade e dedicação que foi demonstrada por toda a comunidade da Escola Portuguesa de Díli, desde professores e funcionários, pais e alunos”, “que veio em resposta aos acontecimentos desse dia” e “que permitiram que hoje estejamos aqui, juntos, lembrando do dia da inundação como um desafio inesperado, mas ultrapassado”. 110831751 145496897225469 3654041158682235103 o 300x168 Vice Primeiro Ministro inaugura Auditório “13 de março” da Escola Portuguesa de Díli

O Vice-Primeiro-Ministro manifestou “um profundo agradecimento” pelo compromisso contínuo da Escola e do Governo Português para com a educação em Timor-Leste, que se demonstra mais uma vez pela construção deste auditório, com capacidade para 100 pessoas.

José Maria dos Reis, referiu ainda que “esta escola tem sido, desde o primeiro momento, um forte centro de formação por onde têm passado muitas crianças timorenses. Além de ser o principal meio de ensino da Língua Portuguesa, uma das duas Línguas Oficiais de Timor-Leste, tem sido também um reforço para um ensino de qualidade que prepara os alunos para poderem competir dentro e fora de Timor-Leste”.

O Governante destacou que “a Escola Portuguesa de Dili foi criada em 2002, como resposta a uma necessidade existente em Timor-Leste de afirmar a vontade dos timorenses em fazer da Língua Portuguesa, umas das nossas línguas oficiais” e lembrou as palavras do “saudoso Presidente Nicolau Lobato ‘Nós escolhemos como Língua Nacional de Timor-Leste a Língua Portuguesa’”, acrescentando que “esta escolha foi um fator determinante para a independência e soberania de Timor-Leste”.

O Vice-Primeiro-Ministro terminou a sua intervenção, lembrando o “inimigo invisível denominado de COVID-19”, que apesar de “não termos casos ativos e por isso conseguimos voltar à normalidade dentro do país”, “devemos manter os cuidados necessários e adaptarmo-nos à ‘nova normalidade’ e ao que é necessário implementarmos para tal”. Reafirmou ainda que “o Governo continua a fazer todos os esforços necessários para a minimização dos riscos de novas contaminações, mas é necessário a colaboração de todas as instituições e de todos os indivíduos”, apelando “para que, todos juntos, continuemos a colaborar no contínuo sucesso das medidas preventivas e combate à COVID-19, e assim garantirmos o bem-estar de todos”.

url: http://timor-leste.gov.tl?lang=pt&p=25269