Governo lança aplicação móvel para combate à violência contra mulheres

Qui. 06 de dezembro de 2018, 18:06h
47438150_2647944621917027_5423268811115593728_o

O Secretário de Estado para a Comunicação Social (SECOMS), Merício dos Reis ‘Akara’ e a Secretária de Estado para a Igualdade e Inclusão, Maria José de Jesus, lançaram, na quinta-feira, 6 de dezembro, nas instalações da The Asia Foundation, em Luro Mata, em Díli, a aplicação móvel Hamahon (abrigo), um website e um pacote de recursos para os meios de comunicação sobre prevenção da violência contra as mulheres.

A aplicação “Hamahon” ajuda a polícia, os provedores de serviços e as mulheres a encontrar informações de contactos para serviços de apoio. A plataforma permite também que os provedores de serviços atualizem facilmente as suas informações de contacto e sinalizem números de telefone inativos.

O pacote de recursos  para os meios de comunicação contém recursos para ajudar os jornalistas a a escrever notícias sobre violência contra mulheres e crianças de forma respeitosa e digna. Este pacote de ferramentas procura ajudar os jornalistas a compreender de forma mais profunda a violência contra as mulheres e a desenvolver notícias baseadas em evidências e apresentadas de forma sensível.

No seu discurso, Merício dos Reis ‘Akara’ afirmou que este pacote de ferramentas visa “promover uma comunicação participativa”. Akara referiu ainda que “os jornalistas precisam aprender mais sobre as questões de género e a violência doméstica. É necessário oferecer aos jornalistas um bom conhecimento sobre esta questão para que escrevam notícias responsáveis, usando termos específicos”.

A Secretária de Estado para a Igualdade e Inclusão referiu que o lançamento desta aplicação móvel poderá encorajar as vítimas a apresentarem queixa através desta aplicação, com a qual poderão ter acesso a toda a informação necessária. Além disso, promove um processo de investigação justa para as vítimas.”

Maria José de Jesus afirmou acreditar que o “uso inovador da tecnologia da informação irá reforçar ainda mais a qualidade dos serviços prestados às vítimas” e que “esta aplicação contribui para a mudança de mentalidade e de atitude das pessoas para o combate à violência contra mulheres e crianças”. Acrescentou ainda que “os jornalistas poderão, com o apoio e conhecimento oferecidos por esta aplicação, melhorar as suas notícias sobre questões de género e apresentá-las com base em evidências”.

A encarregada de negócios do Governo australiano, Philipa Venning, afirmou que “a nova aplicação poderá salvar vítimas de violência doméstica, fornecendo os meios necessários para aceder rapidamente a assistência e apoio.

Philipa Venning acrescentou ainda que “trabalhar para eliminar a violência contra as mulheres continua a ser uma grande prioridade do programa de cooperação australiano, e estamos orgulhosos de apoiar o forte papel de liderança do Governo timorense nesta questão”.

Estes recursos foram desenvolvidos em parceria com o Programa Nabilan, uma iniciativa da cooperação australiana implementada pela The Asia Foundation e a Catalpa International.

 

 

   Topo