Primeiro-Ministro aprecia vontade manifestada pela Austrália em reforçar laços com Timor-Leste

Primeiro-Ministro

VII Governo Constitucional

.............................................................................................................................

Díli, 26 de setembro de 2017

Primeiro-Ministro aprecia vontade manifestada pela Austrália em reforçar laços com Timor-Leste 

O Primeiro-Ministro, Mari Alkatiri, enviou ao seu homólogo australiano, Malcolm Turnbull, uma carta de agradecimento pela mensagem enviada pelo Chefe do Executivo da Austrália, no dia 19 de setembro, através da qual felicita o novo Executivo de Timor-Leste, e garante o empenho do seu Governo em reforçar os laços especiais que unem os dois países.

Na sua carta, enviada no dia 25 de setembro, o Chefe do VII Governo Constitucional salienta que esta relação bilateral é particularmente evidente em momentos e circunstâncias especiais. Recorda que a “história partilhada desde a II Guerra Mundial ilustra a forma como os dois povos se uniram em tempos difíceis para se ajudarem mutuamente”, realçando que esta é uma responsabilidade que os líderes devem continuar a assumir.

Mari Alkatiri, agradece o empenho de Malcolm Turnbull no acordo recentemente alcançado através da Comissão de Conciliação, em Copenhaga.

Na sua carta de 19 de setembro, o Primeiro-Ministro da Austrália considera esta “uma oportunidade histórica” para reforçar os laços existentes e “dar início a um novo capítulo no relacionamento” entre Timor-Leste e a Austrália. Compromete-se a promover a parceria existente entre os dois países, e a trabalhar em conjunto no desenvolvimento dos recursos partilhados na fronteira marítima. Salienta, ainda, que Timor-Leste é “um importante parceiro, vizinho e amigo” do seu país, e garante o apoio do seu Governo a Timor-Leste, no seu objetivo de diversificar a economia e criar oportunidades sustentáveis para o povo.

Mari Alkatiri manifestou o desejo de que o acordo “não só reforce as fortes relações entre os dois países, mas que mostre, também, ao mundo como a lei internacional ajuda os países vizinhos na resolução dos seus problemas”.

O Primeiro-Ministro conclui a sua carta assegurando o compromisso do Governo “em trabalhar com parceiros importantes como a Austrália no desenvolvimento de Timor-Leste e da paz e estabilidade da nossa região”. FIM

   Topo