Cerimónia de lançamento do Porto de Tíbar

Ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros e

 Porta-voz oficial do Governo de Timor-Leste

Díli, 16 de junho de 2017

Cerimónia de lançamento do Porto de Tíbar

O Governo juntou-se à Timor Port, no dia 14 de junho, para celebrar a colocação da primeira pedra na construção do Porto de Tíbar. A construção deste equipamento de nível mundial dará lugar, dentro de 3 anos, a uma infraestrutura prioritária identificada no Plano Estratégico de Desenvolvimento de Timor-Leste 2011-2030, à qual o VI Governo Constitucional tem dedicado os seus melhores esforços.

O Ministro do Planeamento e Investimento Estratégico, Kay Rala Xanana Gusmão, afirmou, na cerimónia, que o porto facilitará a importação e exportação de bens, aumentando a velocidade e eficiência dos procedimentos alfandegários e reduzindo os custos. Salientou que o projeto vai apoiar o desenvolvimento de negócios e atividades produtivas na área de Tíbar, aumentando a formação e emprego de um número significativo de pessoas locais.

O novo e moderno cais internacional de carga de Timor-Leste incluirá dois ancoradouros e um terminal de contentores com capacidade máxima anual para movimentar 870.000 contentores, bem como edifícios de apoio ao trabalho do porto, alfândegas e administração. O projeto foi desenhado para permitir a sua expansão futura e atingiu o seu modelo atual após um conjunto considerável de análises técnicas, sociais e ambientais.

Após um concurso internacional supervisionado pela Sociedade Financeira Internacional, a 3 de junho de 2016, foi assinado um contrato de Parceria Público-Privada entre o consórcio Bolloré e o Governo de Timor-Leste. O consórcio formou depois a Timor Port SA, a quem coube desenhar, construir e operar o porto por um período de 30 anos.

A par dos avanços deste projeto vital de infraestruturas, o Governo levou a cabo importantes reformas para criar uma Autoridade Alfandegária nova e modernizada, para a recolha eficiente e transparente de impostos, agilização do comércio, gestão de tráfego de passageiros e proteção fronteiriça contra mercadorias ilegais e perigosas.

O Porta-Voz, Ministro de Estado Agio Pereira, comentou que “o Porto da baía de Tíbar é um projeto corajoso, necessário para apoiar o crescimento sustentável do país, a ligação a mercados da região da Ásia-Pacífico e a diversificação da nossa economia. O início desta construção é consequência do trabalho empenhado de várias entidades e estamos orgulhosos de ver este projeto seguir para a fase de concretização, ainda dentro da legislatura deste Governo”. FIM

   Topo